2

230px-septem-artes-liberales_herrad-von-landsberg_hortus-deliciarum_1180Em busca de seu próprio desenvolvimento, o ser humano baseia-se nas ciências e artes de sua época, em busca de aprimorar o seu conhecimento e realizar novas descobertas. Para nortear estes estudos, na Idade Médica, contávamos com uma base curricular baseada nas sete ciências e artes liberais, as quais denominamos (e as dividindo em grupos de três e quatro) trivium e quadrivium. Mediante o seu domínio, o homem é capaz de produzir obras e ideias com o poder de elevar o espírito humano para além dos interesses puramente materiais.

A Educação Liberal ou Artes Liberais é um conjunto de estudos e disciplinas que provê conhecimentos, métodos e habilidades intelectuais gerais para seus estudantes, ao invés de focar em especializações ocupacionais. Embora a expressão e conceito tenha se originado na Antiguidade, foi nas universidades da Idade Média que ela adquiriu seu alcance e significado de Studim Generale (título dado pela Igreja Católica ou por Reis e Imperadores que indicava que o instituto era de excelência internacional), bem como o número de disciplinas que a compõe. Na Idade Moderna, eram consideradas próprias para a formação de um homem livre e desligadas da preocupação profissional, contrapondo-se às artes mecânicas (estritamente técnicas, materiais e profissionais).

...continuar lendo "O Trivium e o Quadrivium"

Medicina-e-EspiritualidadeO conjunto de sistemas, práticas e produtos médicos e de atenção à saúde que não se considera atualmente parte da medicina convencional é chamado de Medicina Complementar e Alternativa (MCA). Vários destes métodos estão ligados à espiritualidade, como a oração, meditação e os passes. Eles têm atraído a atenção da comunidade médica, da mídia, dos órgão governamentais e do público em geral.

Diante deste contexto, há uma revolução na medicina que está mudando a forma de tratar o paciente. Está se começando a incluir na Saúde a prática de estimular nos pacientes a espiritualidade e o fortalecimento da esperança e do otimismo, a fim de despertar condições emocionais positivas, recursos eficazes no combate à doença. Além disso, o curso de Medicina e Espiritualidade está surgindo nas universidades brasileiras e pelo mundo. Um dos nomes no Brasil responsável por esta integração, conferindo uma visão holística ao tema da medicina, da cura e da espiritualidade, é o Dr. Sérgio Felipe de Oliveira.

Em 1993, tínhamos 5 escolas médicas dos EUA com a disciplina de religião e espiritualidade em medicina. Em 2000, este número subiu 13 vezes, indo para 65. Em 2004, atingiu-se a importância de 84 escolas médicas. No Brasil, a Universidade Santa Cecília (Santos-SP) deu o pontapé inicial colocando um curso de extensão universitária sobre Saúde e Espiritualidade, em 2002. A primeira Faculdade de Medicina a incluir este tema curricularmente foi a Universidade Federal do Ceará 2 anos mais tarde. No ano seguinte, a Faculdade do Triângulo Mineiro iniciou a disciplina optativa sobre Saúde e Espiritualidade, junto com a Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Em 2006, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte iniciou a disciplina optativa de Medicina, Saúde e Espiritualidade. Nos últimos anos, vemos surgí-la na forma de cursos, grupos acadêmicos e/0u seminários na Universidade de São Paulo e na Universidade Federal de São Paulo. Existe também curso de pós-graduação, no caso da USP.

...continuar lendo "Medicina, Saúde e Espiritualidade"