Por que tantas escolas rosacruzes?

Texto publicado originalmente na página do facebook intitulada "Tradição Rosacruz".

Na Fama Fraternitatis, quando o primeiro grupo de Rosacruzes, composto pelos Irmãos GV, IA, IO, RC, B, GG, PD e CRC, chegou inteiramente a possuir uma visão geral da filosofia secreta e revelada, decidiram não mais continuar juntos e espalharam-se pela Europa pra propagar as suas respectivas visões dos Axiomas universais. Foi então desenvolvido um contrato sêxtuplo entre eles.

O segundo artigo deste "contrato" diz: "Ninguém deve ser obrigado, por causa da Fraternidade, a usar uma roupa especial, mas cada um deve seguir o costume do seu país".

Entenda-se como roupa uma roupagem especial e como país um local de ação. Cada propagador da Tradição Rosacruz dispõe de completa liberdade de ação, propagando as suas perspectivas dos Axiomas universais, os seus Axiomata. Cada grupo age conforme as circunstâncias e a Tradição não é e nem nunca foi engessada. Os Axiomata Rosacrucianos são os mesmos, mas cada perpetuador da Tradição irá passá-los conforme a sua perspectiva, o local de ação, a circunstância, a época e o seu objetivo. A Tradição é única, mas os métodos de ensiná-la e propagá-la diferem. Se a Tradição fosse cristalizada ela morreria. E é isto que observarmos quando estudamos não só a história do Rosacrucianismo como também a da Tradição de Mistérios Ocidental.

Por isto tantos grupos, ordens e escolas de caráter rosacruciano. A luz se manifesta sob vários aspectos para penetrar os recônditos mais sombrios. As técnicas iniciáticas podem ser diferentes e, mesmo abordando uma perspectiva diferente da Luz, ela continua sendo propagadora da Luz. Logo, cabe ao estudante buscar dentre tantos sistemas aquele que mais o apraz. Não é que existam Ordens e grupos melhores e piores que outros e sim que existem diferentes técnicas iniciáticas, cada uma refletindo uma perspectiva diferente da mesma Tradição.

O Rosacrucianismo é um só e certamente é uma postura anti-iniciática enxergar sempre a divisão e a contenda e agir sempre com parcialidade e indiscrição. Que possamos sair da postura do "ou isso ou aquilo" e adentrar naquela que diz "é isto e também aquilo". Que possamos sempre enxergar a Unidade na Pluralidade.

2 comentários sobre “Por que tantas escolas rosacruzes?

  1. amauri chamorro

    Na cabala os nomes dos patriarcas não são pessoas, mas propriedades espirituais. Abraham representa chesed, jaocob tofereth e isac a sefira geburah

    Responder

Deixe uma resposta