2

spedro2Há uma doutrina antiga, a das “duas igrejas” ou das “duas épocas“, que ensina o fim da Igreja de Pedro, a do papado, pela Igreja de João, a do discípulo amado que, inclinado sobre o seu peito, ouviu as batidas de seu coração. Assim, a igreja de Pedro, o exoterismo, daria lugar à igreja de João, o esoterismo.

Esoterismo, com “s”, designa um um conhecimento especial que é reservado, restrito a um grupo de pessoas que se mostraram merecedoras de recebê-lo; que passaram por um processo iniciático. Trata-se de uma abordagem mais profunda que não se restringe à esfera puramente intelectual, exigindo uma preparação interior para ser apreendida em todo o seu alcance. Já o termo exoterismo, com “x”, quer dizer uma massa de informações de ampla difusão, não tão profunda e acessível a toda e qualquer pessoa (Domínio da Vida, AMORC).

Podemos entender que a igreja de Pedro é constituída pelas igrejas que somos habituados a ver e conhecer, já a igreja de João é mais restrita, alguns diriam discreta ou secreta. Mas qual a base para esta restrição?

...continuar lendo "A Igreja de Pedro e a Igreja de João"

3

Respiração-1-222x300

Que tal aprender novamente a respirar? Com a técnica abaixo podemos reeducar a nossa respiração e até mesmo ajudar em casos de transtornos de ansiedade e de sono. Confira logo abaixo!

Há um músculo que separa o tórax do abdômen chamado diafragma. Ele funciona como uma membrana fazendo com que o abdômen se expanda e se comprima conforme a respiração ocorre. Na inspiração ele desce, expandindo o abdômen e elevando consigo a base do pulmão, o que aumenta seu volume interno e a sucção do ar. Na expiração ocorre o oposto, onde o diafragma vai para cima, comprime os pulmões e expulsa o ar.

Com o nosso ritmo atual de vida, este mecanismo vai se perdendo, não sendo feito como se deveria e tornando-a mais breve e rápida. Se observarmos a respiração de um bebê em repouso, observamos a barriguinha subir e descer. Com o tempo, passamos a respirar expandindo mais os pulmões que a região diafragmática. A repercussão disto é uma menor oxigenação do organismo, uma vez que respirar de maneira rápida causa mudanças fisiológicas como, por exemplo, a aceleração dos batimentos cardíacos.

Em momentos de tensão e ansiedade, quando mais necessitamos que a respiração funcione muito bem, acabamos respirando muito rápido (hiperventilação) ou "trancamos" a respiração por tempo muito longo. Nestes casos, ocorre uma reação chamada luta-fuga, dada a pouca oxigenação, elevando ainda mais a ansiedade para que ou possamos lutar contra o que está nos ameaçando ou correr rápido e sair de perto do agente estressor, como se ele fosse um bicho perigoso ou ladrão. Essa reação consiste na interpretação do cérebro (mais especificamente do sistema nervoso simpático) de qualquer situação estressante como sendo um perigo de vida, fazendo com que libere adrenalina e noradrenalina, mesmo que seja somente uma reunião no trabalho. Com isso, a pessoa experimenta alguns sintomas físicos, tais como palpitações, sensação de falta de ar, tremores, sudorese, boca seca, tensão muscular e tonturas. Pode haver também sintomas cognitivos, como medo de morrer, de enlouquecer, ter um ataque cardíaco ou perder o controle. Quanto mais forte a ativação dos sintomas, maior a ansiedade ou até mesmo o pavor – e este sentimento, por sua vez, mantém ativado o sistema simpático, de forma que o organismo demora mais tempo para restaurar o estado de relaxamento.

...continuar lendo "Respiração Diafragmática"

7

inovac3a7c3a3o-sistemc3a1tica-2_fotorUma das coisas que me levaram a escrever este artigo foi uma amiga me contar uma situação que me fez ficar impressionado. Um dos membros de uma família estava muito doente e os médicos já haviam dito que ele não escaparia. Eram muito religiosos e não abandonaram a fé, mas a família era dividida entre católicos e evangélicos. Fizeram uma aposta – a religião que conseguisse curar a senhora doente seria a única religião da família. O padre verificou os exames, fez as suas práticas e não obteve resultado, desistindo dela por dizer que não se tratava de uma doença espiritual. Os crentes perseveraram e conseguiram o que era até então impossível – a senhora foi curada e isto foi confirmado pelos médicos. A parte católica virou evangélica e hoje os crentes desta cidade utilizam isto como argumento para os católicos tornarem-se evangélicos. Não preciso nem comentar sobre o que acho dessa situação…

Será que existe relação entre o Deus milagroso dos evangélicos, o pensamento positivo dos livros de auto-ajuda e a visualização? É o que veremos a seguir…

...continuar lendo "Os Pastores, o Segredo e a Visualização"

20

hhdwallpapes.com-1080p-3D-Images-Gallery-3Estaremos enviando uma pergunta toda semana para que você possa participar. Colaborando você pode tanto ajudar a responder a dúvida de alguns quanto ajudar a construirmos ainda mais as nossas com diversos pontos de vista. O importante aqui não é haver um certo ou errado, mas compartilhar experiências.

A pergunta da semana é: Que livro marcou os seus estudos espirituais?

Participem!

 

3

duvida2Vocês já chegaram a pensar o que realmente querem? Por mais simples que possa parecer a resposta, esta é uma pergunta complexa. Dentre tantas coisas, o que estamos buscando? Se tomássemos o hinduísmo como um todo, veríamos que ele diz: Você pode ter tudo aquilo que deseja.

A primeira coisa que as pessoas querem é o prazer. Somos duais, portanto o instinto animal está presente. Nascemos com receptores prazer/dor inerentes. Se os ignorássemos, deixaríamos a mão sobre um fogo quente ou nosso corpo não reagiria durante uma situação iminente de perigo, com isto não viveríamos muito tempo. Além disso, o único chakra que está ativo em todos é o Muladhara. O mundo está tão cheio de belezas, tão cheio de deleites sexuais…

É natural pensarmos no asceticismo, mas para a pessoa que quer prazer, a Índia diz: vá procurá-lo. Ela não faz do prazer o seu maior bem, mas também não condena o desfrute do prazer. Porém, o hedonismo requer bom senso. Nem todo impulso pode ser seguido impunemente – existe o carma. Impulsos para ferir os outros, mentiras, roubos e traições por lucros imediatos devem ser ignorados, por exemplo. Se é o prazer que você quer, procure-o de forma inteligente, sem sucumbir aos vícios.

...continuar lendo "O que as pessoas querem?"