O Sagrado Masculino ou Não Fornicarás

Trecho da obra "Novela Rosa-Cruz" (1927) [i] de Mestre Huiracocha. Este trecho específico foi enviado por nosso leitor, Acauã Silva, que o traduziu e adaptou. Os leitores do blog podem solicitar que seus textos sejam publicados no Alvorecer. Para isto, basta enviar email para contato@oalvorecer.com.br com seu artigo e iremos analisá-lo para, se aprovado, posterior publicação. 

O Rosa-cruz deve ser sonhador, idealista, refinadamente um artista. O verdadeiro Rosa-cruz será pintor, músico, poeta ainda que não saiba manejar pincéis, piano ou não saiba rimar. O Rosa-Cruz deve refinar seus sentidos e sentimentos e só o consegue cultivando com afinco os estudos herméticos. Enquanto as condições fisiológicas ou psicológicas forem diferentes o nosso poder de percepção será diferente. Por isso, do ponto de vista psicológico, o músico e o pintor são especialistas.

Mas nem por isso será um mago e nem chegará ao Plus Ultra, se não domina a paixão material, enquanto não matar seu ego animal (que se opõem ao Ego Íntimo). Temos, portanto, três categorias de seres: os insensíveis, os hipersensíveis e o meio-termo. Existem ainda os impressionáveis que surgem em certas ocasiões, mas não há nenhum que não tenha sentido a excitação sexual, o desejo de possuir uma mulher. Até os eunucos, os hermafroditas têm momentos, ainda que passageiros, em que desejam uma mulher.

Isso é necessário, é uma condição biológica no homem. Mas aí está o grande problema, de como aproveitá-lo para o bem ou para o mal, para alimentar o animal ou cultivar a Deus, para denegrir-se ou elevar-se, para avançar ou retroceder.

A potência sexual é vida, poder, força. Vemos como um tuberculoso que mal pode se levantar, ou um reumático que não se move, basta colocá-los em contato com uma mulher para que recuperem toda a sua força, toda a sua agilidade. Há seres inferiores aos quais é possível mutilar os membros, uma perna, por exemplo, sem que sintam dor durante o ato sexual.

Um homem escravizado por seus baixos instintos, por suas paixões, não poderá influenciar, nem dominar a outros. O escravo só se eleva após ser livre. Apenas os hipnotizadores natos de nascença podem influenciar outras pessoas, apesar de dar livre curso aos seus vícios. Mas quem quer aprender a hipnotizar, isto é, a dominar os outros, sem haver dominado a si mesmo, não alcançará seu objetivo.

Vejamos como influi a potência sexual sobre a força mental.

A glândula pineal, o quebra-cabeça dos sábios, é uma pequena glândula de nosso cérebro, segundo os hindus, uma janela de Brahman[ii], um acumulador para o hipnotizador e para o mago. Desenvolvida essa glândula, faz com que os faquires realizem aqueles fenômenos tão surpreendentes, que fascinam as massas.

Esta glândula encontrava-se bem desenvolvida nos santos que realizavam milagres, assim como nos comerciantes de sucesso que possuem essa glândula desenvolvida, e também os inventores, e todos os que se antecipam a sua época. Encontra-se atrofiada nos idiotas, nos homens de pouca força de vontade, enfim, na maioria dos humanos. É necessário que o ocultista desenvolva essa glândula e o segredo está na Magia Sexual e no cumprimento da lei: “Não fornicarás”[iii].

Mas o cumprimento da lei tem seus perigos e por isso é necessário uma explicação para evitar que os aspirantes rosa-cruzes cometam erros. Creio que é necessário abrir-lhes os olhos e avisar que segurar o orgasmo demais acarretaria doenças nervosas, muitas vezes incuráveis. Naturalmente, não podemos dar a chave clara e direta da Magia Sexual, ela deve ser descoberta por cada um, segundo seu progresso.

O homem encontra na mulher a sua felicidade. Ele deve ser sua companheira e, como tal, deve desejá-la, impulsionado pelo amor. Mas, o que acontece na maioria dos casos? É realmente o amor ou um desejo carnal? Certamente o último é mais frequente. A mulher vibra no homem o mais elevado, o mais divino amor, que, uma vez satisfeito, geralmente se extingue. Ama-se de verdade a mulher que não possui; até que acabe o relacionamento, com a morte ou com o abandono. Sim, possuída a mulher, o verdadeiro amor se perde e só volta a ser recuperado depois de algum tempo, ao perdê-la. Nisto está um dos mistérios do Gênese. Eva comendo a maçã perdeu o direito ao paraíso.

A união sexual é a conjunção do sexo masculino com o feminino para perpetuar a espécie, mas é necessário que, no matrimônio, só se entreguem um ao outro em um êxtase de amor consciente (Amor é a Lei, porém Amor Consciente), pois basta desejar o gozo material para que o homem se rebaixe ao animal. O animal só apetece a satisfação de apetites brutais, porém, o ser humano denigre-se mais que o animal irracional, pois este, por leis fisiológicas, tem tempo certo de cio, no qual só se une com o gênero oposto guiado pelo instinto, enquanto o homem, que dispõe da vontade de cometer ou não o ato, é sua responsabilidade se faz um mau uso dele.

A natureza jamais deixa de punir. Por isso vemos casais que se amavam antes do matrimônio, embora a ilusão dure mais ou menos o mesmo tempo, a reação da natureza nunca tarda. Há outros que se suportam por rotina ou debilidade, mas não gozam a verdadeira felicidade, a felicidade que o ser humano pode almejar e tem direito.

Para o ato sexual são necessários momentos psicológicos específicos nos quais se experimenta uma voluptuosidade suprema, na qual ambos sentem delícias indescritíveis. Se neste momento o casal experimentasse simultaneamente algum desejo, e este tomasse forma no plano astral, trariam a realização desse desejo, realizariam um ato de magia.

Durante um ato de magia sexual, na qual o mago com sua força mental, no exato momento do conúbio, poderá curar ou matar, enriquecer ou arruinar, pode fazer o bem ou o mal, segundo o que se propõe fazer. Para isso há uma chave secreta, na qual podem buscar, mas eu terei bastante cuidado de não divulgar. Mas isso não interessa a todos os leitores. É preciso ter estudado ocultismo e seria uma arma horrível se esta chave caísse em mãos despreparadas e perniciosas, pois crimes poderiam ser cometidos impunemente, sem que a justiça humana pudesse tomar qualquer providência.

O matrimônio que deve simbolizar no lar o céu na terra, entretanto, vemos alguns converte-se em um inferno. Pois, o homem que esperava algo e não se satisfaz, busca outras mulheres fora do lar. Então, vêm o castelo de cartas e as bolhas de sabão que se desfazem, resultando, geralmente, numa vítima e num culpado, na qual quase sempre é o homem, no entanto, há homens que são vítimas. Vemos o laço magnético de sua união se desfazer pouco a pouco, e, não um, mais ambos terminam mal, pois não sabem ou não querem mais se suportar como um casal.

O verdadeiro amor não tem nada a ver nem com a cerimônia religiosa, nem com o pacto social. Estes são convencionalismos sociais que às vezes causam mais dano que beneficio. A verdadeira união se faz em espírito. E quando todas as circunstâncias estão previstas pelas leis superiores, efetua-se sem que se possa evitar, sendo a mulher solteira ou casada, virgem ou não. É uma atração misteriosa e inexplicável que unem duas pessoas em amor.

O mago Rosa-Cruz sente a mesma excitação nervosa, ao operar, como qualquer outro ser cheio de desejo. Se os homens soubessem o que poderiam fazer neste momento de excitação, seguramente fariam tudo, menos seguir seus desejos.

Todo fenômeno do plano material é provocado no plano espiritual, e só as uniões que se lá efetuam são duradouras, somente nelas está o verdadeiro gozo que os demais humanos ignoram. Só na união espiritual residem o prazer, o êxito e o poder.

Por isso, jovens, fujam das mulheres, na qual são incapazes de se unirem espiritualmente. Evitem casar-se por interesse ou por outros motivos. Examinem primeiro se sua amada lhes pertence em espírito. Sem isso, não poderão ser felizes por tempo indefinido, nem acumular fortuna, senão em raras ocasiões…

Quantos homens tinham sorte ou fortuna antes de se casar! Então, uma vez que eles se juntaram a sua mulher, fracassaram: perseguindo uma má estrela; pois antes suas empresas eram manejadas por forças mentais poderosas, que são esgotadas em um impulso sexual. Ao contrário, há homens que nunca ganharam nada antes e bastaram que se casassem para que o sucesso e a fortuna lhes fossem favoráveis. Tudo isso devido ao fluído sexual que faltava neles, assim, o poder que carecia no casal surge inconscientemente.

A nossa vida está sujeita à influência das estrelas e dos signos em oposição e outros em conjunção. Todos os que desejam se casar deveriam, antes de comemorar o casamento, estudar as constelações das estrelas com um bom astrólogo, porque no horóscopo é visto se uma união será feliz ou não, e qual dos dois cônjuges morre primeiro e se ambos vibram de tal forma que se ajudem mutuamente.

Outro problema necessário advertir, o que faz tão decrépita, doente e impotente a geração atual é o vício da masturbação, tão enraizada na juventude de ambos os sexos. Se os pais e os professores soubessem o grave dano que fazem por não advertir o perigo para seus filhos e discípulos, tomariam medidas adequadas para o caso. Nos primeiros anos escolares, todos nós fizemos e entendemos o dano que é causado; mas uma covardia moral, não compreendida, nos impede de abrir os olhos dos nossos filhos.

Quantas vontades estão esgotadas, quantos rostos, que poderiam ter sido bonitos, murcham, quantas existências são truncadas por não soar o alarme!

Os Estudos Rosacruzes ensinam que o sêmen é o líquido astral da vida do homem, é a vida e encerra Poder, um poder imenso, que sabendo manejar se consegue tudo. Por isso é tão importante conhecer os segredos Rosa-cruzes, pois é a posse de uma arma poderosa, contra as adversidades do destino.

Biologicamente falando, se não fazemos uso de nosso órgãos genitais, eles se atrofiam, e o homem se converte em um ser impotente. Por isso o problema é tão difícil. Proibida a masturbação, há esse dilema: ou comete o ato, como um ato necessário, com uma pessoa que você quer, mas não te agrada, tentando não mesclar seus sentimentos espirituais; ou realiza isso num êxtase de amor, com a certeza que ficarão juntos por toda a vida.

Na terra natal de Sócrates, naquela linda Grécia pagã, a cortesã era sagrada e ela alcançou uma elevada posição como a sacerdotisa do amor, entre outras coisas: ela servia para satisfazer as necessidades dos atenienses, sem que se gastassem suas energias intelectuais. E, como tal, a prostituição é até hoje uma necessidade social, no entanto, acabamos errando em humilhar e ridicularizar esses seres, e exaltando demais certas mulheres por serem casadas. Mal que nos pese, devemos aceitar a definição de Pablo Robin[iv], que diz: “A principal diferença entre as mulheres consiste em que as classificadas como honradas traficam por varejo, e as prostitutas por atacado. Estas vendem seus beijos por necessidade a todo mundo, e aquelas fornecem por um contrato vitalício”.

Não é possível satisfaze-se com o ser querido e experimentar prazeres animais, mais fácil é juntar o azeite com a água. O espírito castigará ao acabar com sua força de vontade e trazendo dores e enfermidades. E assim perdereis o paraíso prometido.

*

O Grande Todo, a Alma Cósmica, é o grande armazém universal, lá tudo é compartilhado por reflexo. A vida individual é apenas uma parte da vida universal, como o amor particular é uma centelha do grande amor universal.

Nós como microcosmo estamos tão intimamente unidos ao macrocosmo. Estudando suas leis, nós dominaremos a natureza inferior e podemos engendrar amor em todos os lugares. Ao amar um ser, fazemos vibrar todas as vibrações do amor universal, a origem do amor, princípio, energia impulsionadora do todo. Os átomos químicos não estão no seu princípio interior, mas composto por amor. Juntando-se o átomo de oxigênio e hidrogênio na água, um casamento apaixonado é realizado.

O amor, como eu disse, é a fonte de tudo que se agita e morre. Deus é amor e seu amor realizou toda a criação.

Quando um homem se une a uma mulher em um ato secreto, é um Deus, porque neste momento torna-se criador. Os videntes dizem que no momento preciso do amor, do clímax, no instante do espasmo (orgasmo), os dois seres são envolvidos por uma explosão de luz muito brilhante; eles se envolvem nas forças mais sutis e poderosas que há na natureza. Se este momento singular for aproveitado, se esta vibração puder ser retida, os magos serão purificados e tudo poderá ser conseguido ou alcançado. Se não sabem respeitar essa luz, ela vai abandoná-lo para isolar-se nas correntes universais, deixando atrás as portas abertas, aonde se introduz o mal. O amor se converte em ódio, a ilusão dá lugar à decepção.

Como o amor, todas as manifestações da natureza no plano material tem seus acumuladores. A mulher jovem, geralmente, é um acumulador de frescor, saúde e beleza. Todo ser é um vampiro que pode atrair essas qualidades para si próprios. As correntes fluídicas materiais[v] chocadas e mescladas em si, se neutralizam e se repelem. As correntes espirituais metafísicas não são alcançadas por essas leis físicas.

Meditem homens casados, vocês já alcançaram o sucesso do casamento, a satisfação que você esperava? Não se deixe enganar, não tenha ilusões, não ofusquem pela voz da matéria, podem dizer: tem razão, agora eu entendo muitas coisas que não compreendia. É uma voz de advertência, um convite para os estudos rosa-cruzes.

*

No Peru, na Índia e no México existem bruxas e feiticeiros, que são motivos de risos, mas estes ignoram como operam seus feitiços. Estes feiticeiros ou bruxos conhecem certos segredos tradicionais de seus antepassados para fazer o mal. Existem aqueles que fazem bonecos de cera e pregam alfinetes e unhas; conheço casos em que operavam com sucesso, pois em sua maioria usava a magia sexual negra, com: sangue, líquido menstrual, e sêmen.

Anos atrás, em Santiago do Chile, um amante, para se vingar de sua ex-amante, operava contra ela usando roupas usadas. Cheguei a ver no hospital a morte dela. E ao ser denunciado na justiça, riram do demandante; e o autor do crime permaneceu impune. Hoje eu conheço um caso de um conhecido meu, que utilizando sangue em um pedaço de pano e uma capa usada pelo seu amante, operou contra eles. Quando ver o resultado, vou publicar minhas observações com mais detalhes, por ser um estudo muito curioso, embora muitos não acreditarem em bruxaria e classificam estes fatos como uma artimanha. Mas na mente do público estas coisas são fatos reais, e cada vez que vemos casos inexplicáveis de doenças que não encontramos a causa nisso.

No momento, eu posso antecipar que a amante acabou ficando louca. Se o parente que cuidava dela conhecesse a medicina Rosa-cruz poderia ter salvado ela, mas não querendo ouvir conselhos, ela morrerá trancada em um hospício.

Quantas vezes vemos as meninas que saem de casa com conquistador qualquer, que não conseguem ver a dor de sua mãe desiludida, que se enferma ou morre ou qualquer outro infortúnio lhes acontece! Eu conheço o caso de um conquistador que perdeu a visão, sem que a ciência pudesse encontrar a causa. Dizem que foi um castigo de Deus! Imaginando que existe um Deus pessoal com um chicote na mão, na qual corrige suas criaturas. Não, caro leitor; é a influência da mentalidade daquela mãe que vibra sobre a traição da filha, para destruir. Se tivesse se unido ao amante em um sentimento de amor verdadeiro, as correntes mentais da mãe não teriam alcançado ele. Porque o puro amor é uma couraça férrea que rechaça qualquer mal, mas se só existiu o desejo carnal, não há salvação, serão punidos, tanto ele como ela, de acordo com a magnitude da falta e do poder mental da que pede vingança.

A magia é a exteriorização da força de vontade. A força de vontade poderá servir como um veículo de Amor ou de Ódio. O primeiro é empregado pelo Mago Branco, e o segundo, pelo Mago Negro. Seu alcance depende da intensidade, do tempo de vibração, e o resultado será inevitável.

Quantas vezes chegam ao nosso consultório, pacientes que dizem que estão enfeitiçados, que alguém está lhes fazendo mal. Os médicos riem desses casos e para se livrar do cliente prescrevem brometos[vi]. No entanto, há um fundo de verdade, estes indivíduos estão atormentados, feridos e torturados por uma corrente mental que causou um dano no passado. É a lei do Karma que o alcançou, a suposta mão de Deus que o castigou. O que o bruxo faz de forma consciente, eles o fazem inconscientemente.

O perigo de ser uma vítima de um bruxo é maior do que comumente suspeita, mas hoje já existe uma literatura séria sobre essas coisas e precisamente sobre o desempenho dos magos negros na Espanha e América Latina.

*

Quando os Rosa-cruzes veem uma mulher bela e adorável, devem tentar atrair essas qualidades para si mesmo, se imantar com um fluído belo e saudável. Isso não causa danos a mulher, pois seu poder acumulador não se esgota, enquanto mais entrega, mais se acumula.

Quando um velho decrépito se casa com uma jovem, vemos que ele subitamente fica rejuvenescido, e ela enfraquecida e esgotada. O idoso atrai a vitalidade do seu cônjuge. Mais tarde certo equilíbrio é estabelecido, até que a força emprestada volte e ela retorne ao seu esplendor e vitalidade. Sucede o oposto quando uma mulher idosa se junta a um homem mais jovem, sua velhice se precipita e o galã acaba enganando ela por querer se satisfazer.

O casamento moderno não leva em conta nenhuma destas coisas, nem as condições fisiológicas e psicológica das partes contratantes; o essencial é preencher as fórmulas sociais; o dinheiro se casa com o dinheiro. Aí que reside a razão para a degeneração atual.

Conheci um trabalho muito interessante, no Congresso Internacional de Higiene e Demografia realizada em Berlim (Internationalen Kongreß für Hygiene und Demographie), em 1907, sobre o rápido declínio da população na França, em que o autor descobre que as causas para esse declínio são os relaxamentos nos prazeres sexuais. Na França, onde o refinamento por conseguir prazeres chegaram a um grau tal que a própria natureza se revela, não há mais filhos; e esse povo olha para sua terra como um bordel, se a perversão sexual não acabar. Não quero dizer que isso é o único fato sobre o declínio populacional. Na França, os casados em geral não querem filhos, e procuram, por todos meios artificiais não conceber. Após a guerra, a Alemanha está no mesmo curso e as estatísticas são assustadoras, de tal modo, que o número de mortes no ano passado excede em muito o número de nascimentos.

Diariamente, alguns pacientes cuja aparência forte e robusta podem levar a falsas conclusões. Vemos uma pessoa completamente saudável e o exame clínico confirma a opinião de que o paciente não deveria ter ido ao médico; no entanto, essas pessoas estão muito doentes, eles sofrem o indizível e a maioria dos médicos declararam que não podem curá-la. Esses são os médicos honestos. Os médicos exploradores, os traficantes da medicina prescrevem tônicos, às vezes sedativos, outros afrodisíacos, embora quase todos eles, em seu foro íntimo, estão plenamente convencidos de que tudo isso é inútil, tudo é supérfluo.

Os doentes a que me refiro são aqueles que sofrem de neurastenia sexual. São homens que sentem desejos como os outros, o desejo de conúbio. Eles conseguem ter ereções normais; mas, no momento do ato, fracassam. Basta se aproximar do sexo feminino para ter uma ereção, estando naturalmente em um estado nervoso, em um desespero terrível e espantoso. Essa doença pode durar por anos. Não é, como muitos acreditam, consequências de abusos, nem tem nenhuma causa imediata. Pode-se dizer que esta doença vem por si só.

O médico que não estuda o parapsiquismo é incapaz de compreender este estado patológico e muito menos dar um tratamento adequado. A corrente nervosa do sexo masculino é uma eletricidade positiva. Isso em primeiro lugar. E em segundo lugar, em uma proporção necessária, é um magnetismo negativo; uma representa a matéria em nós, e a outra um arcanorum mater.

Casos semelhantes acontecem em muitas mulheres de temperamento ardente. Elas sentem um desejo para se unir ao homem; mas no momento, sentem uma sensação de repulsa e rejeição, deixando o homem desnorteado. É que na privacidade do nosso ser, temos algo de hermafrodita, nós temos um homem e uma mulher em igual proporção. Quando há desproporções, se origina a doença que descrevi. Se este mal for curado com o hipnotismo, às vezes há um resultado benéfico, mas na maioria o resultado é impraticável, por que é muito difícil conseguir um sonho hipnótico nestes pacientes. Para isso, existe apenas um único recurso bastante eficaz, mas, ao mesmo tempo, é uma grande chave da mágica sexual.

Os estudos de Adler[vii] e vários alemães psicanalíticas encontraram a amálgama das duas ciências, as deles e a Magia Sexual Rosa-cruz, só que os ensinamentos não são publicados em livros, mas por manuscritos, que circulam entre mestre e discípulo.

Dado o estado atual da sociedade, para o bem dos leitores armados de falsa modéstia, e para me valer do método da escola oficial, darei a receita em latim: inmissio membri virilis in vaginam sine ejaculatio seminis[viii].

Isso não só é uma cura para esta doença, mas também um remédio para muitos outros males e, as vezes, o segredo para harmonizar casamentos, que faz desaparecer os rancores como um encanto. Eu pratico… A posição descrita pode durar horas e se terá uma sensação de bem-estar inefável. Peito contra peito, os plexos solares em imediato contato e todos os centros astrais sobrepostos permitem estabelecer um intercambio vibratório para que ocorra uma justa androginia.

Eu mal posso me conter. Eu queria escrever muito mais sobre isso, mas… estou proibido como um iniciado. Essas coisas podem ser tratadas de pessoa para pessoa, mas não aqui.

Há um assunto que devo mencionar e que interessa a todos os homens. Quando há um excesso sexual, e isto sucede com frequência, sucede uma reação, que chamamos de impotência. Essa impotência é diferente do que eu disse antes.

A medicina moderna, que se degenerou em um comércio desagradável, anuncia em grandes caracteres a cura desse mal e emprega chamados afrodisíacos. A ioimbina[ix], fosfeto de zinco[x], estricnina[xi], cantárida[xii], mirra[xiii], asafetida[xiv], galvano, açafrão, e etc. Estas substâncias atacam diretamente o sistema nervoso e o cérebro, esgotando as faculdades intelectuais e encurtam a vida.

Os Rosa-cruzes, para todos os males, conhecem a preparação de “Arcanos”, como fazia Paracelso[xv]. Esses remédios santos (homeopatia) são inofensivos, mesmo quando tomado em grandes quantidades. Seus efeitos curativos são maravilhosos e conseguem muitas vezes salvar doentes terminais. O médico em todo caso deve ser um sacerdote.

Coitado dos infelizes que caem em mãos de profissionais sem consciência, que serão submetidos a um suicídio gradual!

É evidente que a impotência é uma doença como qualquer outra, e, não será curada apenas focando nos órgãos genitais, que podem atrofiar. A preocupação constante de um homem que perdeu suas faculdades genésicas pode acarretar uma neurastenia. No entanto, os produtos artificiais da quimioterapia, resulta muitas vezes um remédio pior do que enfermidade. O que fazer? Recorremos a Mãe Natureza, buscando os seus recursos naturais, agentes físicos para obter alívio. A psicoterapia provocam curas maravilhosas nesses casos.

Nas altas planícies da Ásia Central, o boi almiscarado feminino, na época do calor – meses de maio e junho, no hemisfério norte – centenas de milhas percebem o odor característico do sexo masculino, que emana de um produto que todos conhecemos e que pagamos preços exorbitantes. No nariz do animal acima mencionado, se encontram ramificações nervosas que provocam essa secreção amorosa que preside as funções genitais. Quando vemos os touros ou outros animais cheirando antes do ato, eles se carregar das emanações vitais que saem do sexo feminino, que servem como estímulo e potência sexual.

Sabemos que perfume barato, só inspira desgosto, especialmente as mulheres do grande mundo. O oposto acontece com os perfumes finos, cuja base é boi almiscarado, âmbar cinza, o cipeto, etc., e são de uso íntimo. Eles não têm outro objeto, para mulheres, senão provocar o homem, pois traz a sensação genital por meio do órgão do olfato e estimula a força misteriosa que está o poder genésico de toda a criação.

Existem certos perfumes que o alquimista extrai das plantas, que representam o sêmen vegetal, são de uma rara fragrância e superior aos perfumes que são vendidos comercialmente. Estas substâncias atuam nas glândulas internas e são usados como amuletos pelas pessoas. Com isso aumenta o poder magnético de uma pessoa. Estes perfumes são preparados pelos Rosa-cruzes[xvi] de acordo com o horóscopo da pessoa, porque cada um deve usar o seu odor próprio.

A terapia física consegue a cura da impotência com segurança, desde que não exista nenhuma lesão no sistema nervoso material ou no órgão sexual. Malherbe, inventor de um método de cura, o qual consiste em excitar os pontos genitais do nariz.

Sabemos todos os conhecimentos do grande fisiologista americano Brown-Sequard[xvii], cujo sistema de cura que foi tratado de uma forma imoral por espíritos timoratos e covardes, que aleijavam a realidade da vida. Consiste em excitar o aparelho sexual, sem realmente consumar o ato, por isso, tonificava o cérebro. Este sábio não foi ocultista, mas intuitivamente se aproximou de um grande segredo.

O aparelho excita a produção do sêmen, sem derramá-lo, mas forçá-lo a assimilar no organismo, para nutrir o sistema nervoso e prolongar a vida em geral. Pode-se dizer: o sêmen se cerebriza, excitando o cérebro, e o cérebro se seminiza. Mas é necessário conhecer o método, pois se levado ao extremo é muito perigoso.

Assim, como se fazem as transmissões das ondas de rádio; da mesma forma como a telepatia, na qual pode comunicar os pensamentos a outros, as manifestações de um ser belo e saudável passam para outra pessoa que carece dessas qualidades. Aqui há um segredo de como você pode alcançar saúde, beleza e poderes desejados. O desejo contido tem a propriedade de conduzir o líquido astral à glândula pineal. A repetição deste exercício transmutará, após um longo tempo, em Homem-Deus. Se ao contrário, você gastar impunemente essas forças em holocausto da matéria, se tornará um animal sem vontade e razão.

No princípio, você sente desejo, uma admiração provoca a paixão, pouco a pouco você se torna um acumulador inconsciente e você terá saúde, poder, beleza, inteligência.

A Bíblia ensina ao homem o caminho de todas as conquistas por este decreto: “Não fornicarás”[xviii].

Me vem uma onda de ideias, uma reminiscência de meus estudos sobre magia sexual, mas não ouso escrever aqui, por medo de dar armas para as mãos que não sabem manusear ou ser mal interpretado. Eu entendo que são ideias muito avançadas, e muitos não estão aptos para digerir tudo.

Nossa personalidade está no sangue[xix], e o sangue herdamos de nossos pais, na qual estaremos unidos durante a vida e até depois do desencarne.

Os esposos são unidos a seus filhos por toda a vida por bases fluídicas[xx], e por eles transmitem constantemente sua saúde, seu conhecimento e sua vontade. Se eles gastam suas energias em prazeres imoderados não conseguirão transmitir essa energia. Seus filhos vão ser estúpidos e doentes por causa do egoísmo dos seus pais, que só querem gozar. O mesmo acontece de um cônjuge para o outro; gastam e perdem as forças físicas e mentais, e quando necessitam para obter sucesso em seus negócios, falham. O êxito de nossos trabalhos, sejam elas quais forem, depende da nossa força mental, e estes por sua vez dependem do uso do nosso potencial sexual. Assim, “Não fornicarás” significa: não abusar dos órgãos sexuais, para manter o poder material ou mental, mas também não abandonar eles, para não atrofiarem por falta de uso. Não façam com um ser que não tenha sido sempre seu parceiro, porque essas forças são essencialmente individuais. Se mesclar os fluídos com outro parceiro, receberá a influência de todos os seus males e do parceiro anterior, será o veículo da sua infelicidade, e como sua sorte é transmitida.

O mago no início da sua iniciação pode querer, mas apenas uma vez, cultivar esse amor. Se souber o segredo do seu íntimo, o mago pode cortar as más vibrações anteriores e amar de novo sem se prejudicar. Mas são raros os que sabem esse segredo! Menos ainda os profanos, para eles todo o sucesso, todo o seu bem-estar depende do cumprimento do mandamento “Não fornicarás”, que não exige abstinência absoluta, mas não permite a fornicação material fora dos preceitos. Para o abusador, para o passional, não há poderes possíveis. Em novas encarnações ele será purificado.

A iniciação avançada nos torna sensitivo a todas as alegrias do amor, sem contato. Assim começa a verdadeira introdução na Alta Magia; então nós elevamos para semideuses.

No início, basta a abstinência de 40 dias por ano; como foram os quarenta dias que Cristo se isolou nas montanhas e foi tentado por Satanás[xxi], que não era um ser pessoal, mas a excitação dos seus sentidos sexuais humanos. No resto do ano, só se deve buscar a satisfação sexual por necessidade, e realizado somente nas sextas-feiras, porque naquele dia preside o planeta Vênus, conforme ensinam os astrólogos, é o planeta que preside o amor. Nos outros dias, o contato sexual é danoso.

Quem tem a chave da Magia Sexual, e se a sua idade permitir, pode fazer diariamente a união sexual sem dano, é uma questão de como fazer.

Este problema, de qualquer ponto de vista, é tão complicado, tão difícil, que tem sido muito pouco estudado, e menos ainda publicado pelos ocultistas. Existem, no entanto, uma sociedade secreta, um ramo dos Rosacruzes: “A Irmandade Hermética de Luxor[xxii]”, que compartilha entre os seus membros os manuscritos que contêm grandes segredos, na qual são obtidos poderes misteriosos.

Como não é possível divulgar esses segredos; por razões de higiene, e para indicar aos estudantes de ocultismo um caminho de alta transcendência, aonde devem investigar, não acho que fiz mal ao dar as primeiras ideias para serem desenvolvidas gradualmente.

Hoje, só meditar! O amor como um impulso de um ato material e como uma força creadora de tudo que existe, é a chave do sucesso da vida material e intelectual, é a chave da qual o homem pode entrar no anfiteatro da ciência transcendental e elevar-se ao plano divino. Você quer se espiritualizar? Você almeja poder? Você quer saúde, beleza, talento…? Ouça o que os iniciados escreveram na Bíblia: “Não fornicarás”.

“Não fornicar” não significa abster-se de todas as relações sexuais, mas você precisa aprender como deve ser feito, para aproveitar uma voluptuosidade espiritual maior e obter os maiores benefícios para sua saúde e suas condições materiais. Só um verdadeiro Rosacruzes pode dar a chave para este segredo importante.

[i]        Lembramos que o autor escreveu esse texto em 1927. O que não tira seu valor, mas é necessário uma interpretação histórica de algumas passagens e termos.

[ii]      Termo sânscrito que designa o princípio divino no homem, não personalizado e neutro do bramanismo e da teosofia. Não deve ser confundido com Brahmā, que, com Viṣṇu e Śiva, formam a trindade (trimurti) clássica hindu. Brahman é também a essência de cada indivíduo, o Eu mais interno ou ātman.

[iii]      FORNICAR significa o ato ou efeito de fornicar. Ter relações sexuais por puro prazer, para satisfazer os desejos da carne. Coito carnal. Sexo ilícito. Relação sexual entre pessoas solteiras ou adulteras. Masturbação. O mandamento da Bíblia remente ao Deuteronômio 5:18: não fornicarás, mas uma outra tradução seria: não adulterarás. O que remete ao Êxodo 20:14, o sétimo Mandamento. O Cristo Jesus: "Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração (Mateus 5:27, 28).

[iv]      Paul Robin (1837 – 1912) foi um pedagogo francês, representante da Pedagogia Libertária. Robin era um socialista e partidário de Marx na Primeira Internacional antes de ser expulso, junto com Michael Bakunin, por suas ideias anarquistas e libertárias.

[v]      Naquela época, o termo “fluido” era utilizado pela ciência apenas quando se queria fazer referência à matéria que não fosse ponderável, ou seja, aquela que não pudesse ser pesada. Atualmente, a ciência adota uma outra concepção para o termo “fluido”, mais ampla, passando a ser assim consideradas todas as substâncias líquidas ou gasosas. Deste modo, do ponto de vista da ciência atual, toda matéria líquida ou gasosa é considerada matéria fluídica.

[vi]      Usados como sedativos no século XIX e no início do século XX. A palavra bromide na língua inglesa ganhou uso como um sinônimo de placebo, devido ao seu uso exagerado como sedativo.

[vii]     Alfred Adler (1870 — 1937) foi um psicólogo austríaco fundador da psicologia do desenvolvimento individual. Segundo sua teoria, o meio social e a preocupação contínua do indivíduo em alcançar objetivos preestabelecidos são os determinantes básicos do comportamento humano, o que inclui a sede de poder e a notoriedade. Os complexos de inferioridade, provocados pelo conflito com o envolvimento social, podem traduzir-se numa dinâmica patológica.

[viii]    Introduzir o membro viril na vagina sem derramar o sêmen.

[ix]      Yohimbina é conhecido como suplemento com a intenção de aumentar os níveis de testosterona.

[x]      A deficiência de zinco produz sintomas sexuais.

[xi]      É mais conhecido como veneno de rato, em pequenas dosagens é usada como estimulante.

[xii]     Cantáridas secas e moídas (insetos coleópteros) provoca irritação nos dutos sexuais e afluxo de sangue para a região genital. Embora a coceira possa ser excitante, também provoca infecções.

[xiii]    Afrodisíaco em forma de aroma.

[xiv]    Asafetida, também conhecido como Xing, é um látex de borracha extraído de várias espécies de uma planta perene, Ferula. Utilizado como um tempero em pó.

[xv]     Paracelso, pseudônimo de Philippus Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim, (1493 — 1541) foi um médico, alquimista, físico, astrólogo e ocultista. Formulou os primeiros conceitos da homeopatia, farmacologia, medicina psicossomática, psicologia e bioenergética.

[xvi]    Ver o livro “Do incenso à Osmoterapia” (1934), do Dr. Krumm-Heller.

[xvii]    Charles-Édouard Brown-Séquard (1817 — 1894) foi um neurologista filho de um capitão americano e uma mãe francesa.

[xviii]   O Apostolo Paulo de Tarso disse: Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; pelo contrário, sirvam uns aos outros mediante o amor. Toda a lei se resume num só mandamento: “Ame o seu próximo como a si mesmo”. Mas se vocês se mordem e se devoram uns aos outros, cuidado para não se destruírem mutuamente. Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, estão debaixo da lei. Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito. Gálatas 5:13-25.

[xix]    Rudolf Steiner desdobra em quatro aspectos esse conceito: o Eu tem sua expressão no sangue; o Corpo Astral tem sua expressão no sistema nervoso; o Corpo Etérico tem sua expressão no sistema glandular; e o Corpo Físico tem sua expressão no sistema sensório.

[xx]     Os Kardecistas dizem que as amarras cármicas são como fios energéticos ligando um ao outro. Em toda relação sexual, existe troca de fluídos entre os parceiros. Cria-se um vínculo espiritual e cármico entre eles que não pode ser rompido facilmente.

[xxi]    Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. Depois de jejuar quarenta dias e quarenta noites, teve fome. O tentador aproximou-se dele e disse: “Se você é o Filho de Deus, mande que estas pedras se transformem em pães”. Jesus respondeu: “Está escrito: ‘Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus’ {Dt 8,3}”. Então o diabo o levou à cidade santa, colocou-o na parte mais alta do templo e lhe disse: "Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui para baixo. Pois está escrito: ‘Ele dará ordens a seus anjos a seu respeito, e com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra’ {Sl 90,11s}". Jesus lhe respondeu: “Também está escrito: ‘Não ponha à prova o Senhor, o seu Deus’ {Dt 6,16}”. Depois, o diabo o levou a um monte muito alto e mostrou-lhe todos os reinos do mundo e o seu esplendor. E lhe disse: “Tudo isto lhe darei, se você se prostrar e me adorar”. Jesus lhe disse: "Retire-se, Satanás! Pois está escrito: ‘Adore o Senhor, o seu Deus e só a ele preste culto’ {Dt 6,13}". Então o diabo o deixou, e anjos vieram e o serviram. Mateus 4:1-11.

[xxii]    A Sociedade Hermética de Luxor (Hermetic Brotherhood of Luxor) foi uma ordem oculta iniciática que se tornou pública no final de 1884. Existe uma grande possibilidade que esta sociedade esteja relacionada com a misteriosa “Irmandade de Luxor” que Blavatsky comenta. Os ensinamentos da Ordem eram provenientes principalmente das teorias mágico-sexuais de Paschal Beverly Randolph (1825 – 1875) um rosa-cruz dos Estados Unidos.

Deixe uma resposta