1

ban_mystica_aeterna

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “There is No Such Thing as Rosicrucian Magick“, realizada por “Jeff Alves”.

Olá caros leitores,

Hoje eu gostaria de estabelecer diferenças entre Rosacruzes e iniciados de outros caminhos. Cada candidato terá, mais cedo ou mais tarde, que se deparar com caminhos mágicos da espiritualidade ocidental. Alguns leitores aqui já estudaram 'magick' e tentaram esses métodos. Magic-k com um 'k' denota a arte esotérica de magia praticada por ocultista. Esta arte geralmente implica que quem a pratica usa rituais ou meios ocultos para manifestar algum tipo de resultado que deve mudar suas vidas, seja levando a ter mais dinheiro ou sucesso... Na verdade alguns vão ter notado que, por vezes, os Rosacruzes, de fato, compartilham práticas semelhantes e rituais até mesmo semelhantes a aqueles que praticam tal caminho mágico. No entanto, temos de deixar claro aqui as diferenças porque:

...continuar lendo "Não existe “Magick Rosacruz”"

3

ban_mystica_aeterna

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “Secret Origins of the Rosicrucian Tomb in the King Arthur Tradition“, realizada por "O Outro Lado".

E se o túmulo de Christian Rosenkreutz remontasse a milhares de anos atrás? E se ele realmente existe?

Conforme eu sento e contemplo com os meus amigos alemães, olhamos para os modelos antes de nós e decidimos juntos, sim, é hora de começar seções editoriais dos nossos ensinamentos rosacruzes. Nossa Ordem é um conclave de amigos, agora trabalhando sob as duas últimas remanescentes tradições rosacruzes alemãs a ser encontradas, e nosso objetivo é ajudar a disseminar as maiores raízes europeias da Tradição Rosacruz, e ajudar pessoas a descobrir quão profundo realmente são o alcance das implicações dos admitidos símbolos Rosacruzes e onde encontram-se os sistemas de iniciação contemporânea, nos termos do maior oceano da tradição do mistério da Europa ocidental.

mythic-vaultNo momento eu tenho a opinião que deveríamos nos concentrar em nosso trabalho espiritual com discernimento a respeito de uma perspectiva mais ampla de tais tradições enriquecedoras, em vez de deixar-nos tornar-se sujeito à ideia de que os ensinamentos de qualquer Ordem são perfeitos em si mesmos.

Entretanto, poucas pessoas, em Ordens como Golden Dawn ou AMORC, hoje percebem exatamente onde suas Ordens estão posicionadas dentro dos domínios da Pansofia e Teosofia da Alemanha, e que existe tal posição.

Nossa Ordem, A Mystica Aeterna e sua Ordem Interna: ORMUS, decidiu apresentar esta maior relação, e explicar a hierarquia entre escalas cósmicas, o caminho para Regeneração, e como exatamente as diferentes ordens esotéricas oferecem diversas etapas sobre esta escada de iniciação. Na verdade, pouquíssimas Ordens apresentam todas sob o mesmo teto. A fim de começar esta missão de disseminar o que herdamos aqui na Alemanha, meu primeiro artigo aborda as origens antigas do túmulo Rosacruz de Christian Rosenkreutz.

...continuar lendo "Origens Secretas do Sepulcro Rosacruz na Tradição do Rei Arthur"

ban_mystica_aeterna

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “The Pansophy Secret Behind Western Initiation”.

Propondo Iniciação Arturiana, Maçônica e Rosacruz como Caminho Único

E Pensamentos no tocante ao Porquê um Mestre do Terceiro Grau Deve Ser um Adepto Independentemente da Tradição

Olá amigos e leitores.

O post de hoje vai deixar as nossas Avaliações Rosacruzes de lado e oferecer algo importante a considerar para todos os líderes e estudantes, como eu acredito haver melhores maneiras para podermos trabalhar em conjunto...

E eu quero dizer em todas as principais formas de iniciação Europeia.

Existem muitos tipos de Ordens e muitos delas parecem oferecer uma iniciação "diferente".

Tem Maçonaria, Rosacruz, Golden Dawn, Martinismo, mas elas são realmente únicas?

A minha convicção é que elas são apenas diferentes em tanto quanto elas divergem do maior sistema ocidental da iniciação. Você vê, desde as suas fundações há um padrão mais universal. Que a maior parte esqueceu.

É bom ter uma variedade de Ordens para escolher. Todo mundo parece ter seu próprio gosto, à procura de certas coisas que o atrai, seja deuses Egípcios, mistérios Cristãos ou Cavalaria. Mas em sua espinha dorsal, eu digo, elas não são tão diferentes, afinal.

Ou seja, não muito diferente quando visto 'corretamente' de acordo com a Pansophia.

Na verdade eu prevejo como a Pansophia pode se tornar popular nos anos futuros.

...continuar lendo "A Secreta Pansophia por trás da Iniciação Ocidental"

1

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “What is Rosicrucian Pansophy? Part 1“, realizada por Jeff Alves.

Muitos leitores têm me ouvido mencionar a palavra 'Pansofia' em conexão com os ensinamentos da Ordem Rosacruz derivados da Alemanha. Em resposta ao pedido de mais informações aqui está um breve resumo da Pansofia e sua história, o que é bastante fascinante considerando a grande influência que tem tido, apesar de poucas pessoas conhecerem sobre. Ela teve influência sobre os 'Teósofos de Sofia', a tradição Rosacruz e continua a ser uma espinha dorsal oculta de vários organismos de iniciação populares hoje.

Todavia, pergunte a qualquer um ligado ao caminho Rosacruz sobre isto e você irá obter principalmente olhares em branco (sim, o que inclui gurus auto-proclamados). Uma vez que foi uma palavra amplamente utilizada na Alemanha, as palavras "Rosacruz" e "Pansofia" já foram sinônimas. Esta é provavelmente a primeira vez que alguém falou abertamente sobre isto online, e isto tem sobrevivido, de forma pouco compreendida, mas mesmo assim continua sendo um segmento vital na Alemanha.

...continuar lendo "O que é a Pansofia Rosacruz? (Parte 1)"

10

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “The Secret Origin of the AMORC Ritual Tradition", realizada por Jeff Alves.

A AMORC tem influência tradicional. Este é o segredo escondido em seus rituais de iniciação.

Hoje eu irei destrancar um segredo bem guardado dentro da AMORC. Irei mostrar de onde os rituais de iniciação realmente vêm e por uma boa razão. A AMORC provavelmente mantém esta pequena joia longe do alcance de seus membros, pois ela acha um pouco embaraçoso. Seus rituais de iniciação não são antigos per se, mas eles têm uma bela história para contar.

Como um tradicionalista, eu acredito que a AMORC deve estar orgulhosa dessas raízes.

Este post também foi feito em apreciação aos membros da AMORC que se juntaram à nossa comunidade no Facebook. É, de fato, um adendo ao comentário anterior da AMORC.

Em meu último post eu fiz uma revisão da AMORC, sendo este o primeiro dos meus comentários das Ordens Rosacruzes. Esta avaliação inicial foi feito para medir a sua pontuação tradicional, medindo quão bem eles são em relação aos ideais estabelecidos pelos nossos antepassados Rosacruzes. Como os leitores sabem, esta série objetiva rever todas as suas principais Ordens Rosacruzes em relação a seus méritos tradicionais e espirituais.

Parece que a avaliação da AMORC perturbou algumas pessoas. Esse não era o propósito.

Diversos fãs da AMORC expressaram certa decepção, chegando a sugerir que o meu blog era um ataque direto à AMORC. Não era. Como mencionado, há dois comentários para cada Pontuação, sendo o primeiro em relação ao Tradicional e o segundo em relação ao Espiritual

Vou repetir aqui: a AMORC faz muito bem em termos de pontuação Espiritual.

A razão da AMORC fazer tão mal na avaliação foi porque eu comparei-a contra os Pilares da Tradição Rosacruz, um padrão que eu estabeleci com base nos documentos iniciais da Tradição Rosacruz.

Para recapitular a revisão:

A AMORC tem uma forma escassa de Pansofia, muito pouca Trinosofia (alquimia, cabala, magia) e praticamente ao zero de Cristianismo. Foi determinado que todos estes aspectos eram parte integrante da nossa corrente, tal como estabelecido nos primeiros manifestos Rosacruzes. Estes três aspectos, Pansofia, Trinosofia e Cristianismo Hermético, são inevitáveis em termos de tradição Rosacruz.

É por isso que, por todos os meios e fins, a AMORC tropeçou com uma pontuação de 29 em 100.

MAS existe mais coisa nesta história. A trama aqui engrossa. Encontrarei as raízes mais ocultas.

Os Pilares R.C são uma importante vara de medição. Eles utilizam os primeiros fundamentos conhecidos em alemão como a "fase inicial Rozenkreuzer," sendo no início de 1600. Mas é claro que a tradição Rosacruz não parou por aí. Ela continuou a evoluir.

Na verdade, várias Ordens Alemãs e Francesas surgiram afirmando-se ser a "verdadeira fraternidade oculta" que estava se revelando abertamente pela primeira vez. Várias dessas Ordens alegaram ter a Pedra Filosofal ou conhecer os verdadeiros segredos da iniciação e da Maçonaria, que eles próprios criaram a Maçonaria e que somente eles poderiam explicar a grandeza dos mistérios existentes desde o tempo da queda de Adão. A atividade destas Ordens é conhecida como a "segunda fase Rosenkreuzer".

Considerar que a AMORC fez mal em sua Pontuação Tradicional não amortiza o valor tradicional da AMORC completamente. Na medida em que foi pontuada, ela apenas foi analisada em relação a fase inicial Rosenkreuzer. Mas não foi avaliada em relação à segunda fase Rosenkreuzer.

Deixe-me começar aqui, que a avaliação de qualquer Ordem tradicional é feita contra as normas dos pilares da Tradição Rosacruz, considerando-se especificamente como essa Ordem se sai em relação às proposições apresentada pelo nossos fundadores em seus primeiros estágios. Os seis manifestos documentais que compõem o padrão foram publicados em um período muito curto, de apenas 1616 até 1618. Estes seis manifestos absolutamente determinam as intenções dos nossos verdadeiros fundadores.

As avaliações demonstram quão verdadeira é a causa de uma Ordem em relação a essas intenções originais.

Ao mesmo tempo; negar que a tradição Rosacruz não continou e evoluiu seria um engano. O segundo período Rosenkreuzer mostra isso e essas Ordens expandiram o escopo original. Assim, em comparação, meus pilares da Tradição RC vê as Ordens de um ponto de vista muito PURISTA e depois de tudo eu irei definir a minha própria Ordem aqui.

Agora, algumas pessoas recentemente me chamaram de "líder de pensamento Rosacruz" e talvez, eventualmente, o título poderá se sentar confortavelmente. De qualquer maneira, sem os meus amigos me cutucando com nomes e tirando sarro de mim, tenho o compromisso de ajudar os outros a enriquecerem a sua viagem Rosacruz. Em grande parte enfatizar a tradição e criar consciência sobre a nossa herança.

As Avaliações Rosacruzes encapsulam minha busca inicial para recuperar as nossas raízes perdidas.

Eu não espero que todas as Ordens façam bem contra os pilares. A AMORC fez mal e não é o pior desgaste em comparação com as próximas revisões. O que aconteceu na minha avaliação da AMORC, porém, foi que eu formulei um ponto, que era uma conclusão original minha.

Eu destaquei uma conexão entre a AMORC e uma certa Ordem Egípcia.

Esse pensamento me manteve incomodando. Cavei um pouco mais profundo.

Mas não se engane. Antes de eu divulgar essa revelação, eu ainda estou firme em relação à avaliação anterior.

As monografias da AMORC não ensinam mistérios Rosacruzes. Hoje a sua administração sabe pouco sobre mistérios Rosacruzes. Muito pouco de sua revista ou museu contêm ensinamentos Rosacruzes (Trinisofia, Hermetismo, Pansofia, Theosofia), mas o reino onde podemos descobrir sua herança tradicional está nas iniciações que eles usam, incluindo os símbolos e a decoração.

O que a maioria das pessoas não sabe é que a tradição ritualística da AMORC veio de outra ordem.

...continuar lendo "A Origem Secreta da Tradição Ritualística da AMORC"

11

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “Are The Rosicrucians Really Christians?” realizada por Jeff Alves.

Vamos esclarecer o assunto de uma vez por todas: São os Rosacruzes Cristãos ou Não?

Depois de anunciar a minha intenção de analisar todas as Ordens Rosacruzes no meu último post no blog, alguns objetivos também foram claramente definidos, a fim de concluir o processo. O primeiro desses objetivos é determinar a verdadeira natureza da Ordem Rosacruz. Afinal como é que alguém pode esperar avaliar claramente as diversas linhagens sem ter algum tipo de fator de medição através do qual poderá julgá-los?

Apenas para recapitular, vou analisar cada ordem, premiá-las com uma classificação por estrelas e um sistema de pontos, baseados em seus méritos, ensinamentos e espírito de comunidade. Elas estão indo para serem colocadas sob o microscópio.

JUDGEMENT-DAY (1)

Temos que retornar às fontes originais que inspiram o movimento, particularmente os manifestos Rosacruzes do início de 1600 em diante. Diversos símbolos e ordens podem provar sua validade indo para 1700, numa época em que a alquimia ainda era praticada e os ideais Rosacruzes originais ainda estavam frescos em suas mentes europeias. Hoje o que vamos focar é um argumento frequentemente aquecida, a respeito do verdadeiro núcleo dos ensinamentos Rosacruzes; são os Rosacruzes realmente cristãos?

...continuar lendo "São os Rosacruzes Realmente Cristãos?"

1

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “Secret Tarot Atribuitions of the German Rosicrucians Part 1” realizada por Jeff Alves.

Há alguns meses atrás eu apresentei um pequeno vislumbre da Pansofia dos Rosacruzes. Alguns dos meus bons amigos do S.O.M.A chegaram a ver pela primeira vez uma chave importante que fiz entre duas cartas de Tarô. Ao mudar a ordem dessas duas cartas desta forma você também mudará as suas posições na Árvore da Vida e os caminhos a elas associados. As duas cartas a serem comutadas são a Estrela e a Lua.

StarMoonSwitch

A troca foi feita devido às palavras vindas de meu mentor na Alemanha, que me pediu para examinar as associações e garantir que "o casal real se reúnem em Reconciliação".

Sim, ele me deixou pendurado com apenas essa declaração e, embora frustante, ela me conduziu à chave para desvendar uma série de ricos e ainda escondidos ensinamentos que pertencem à uma visão alquímica da Kabbalah, anteriormente pouco falada fora do círculo Rosacruz que se formou em torno de Gustav Meyrink.

...continuar lendo "Secretas Atribuições do Tarot dos Rosacruzes Alemães – Parte 1"

2

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “Introducing My Rosicrucian Review” realizada por Jeff Alves.

Parte 1: Introdução à Análise das Ordens Rosacruzes

Há tantas Ordens Rosacruzes lá fora para iniciantes que está se tornando difícil escolher qual organização pode melhor atender em suas próprias buscas espirituais. Então vamos resolver este problema.

Uma das coisas que eu sempre quis fazer é avaliar apropriadamente cada uma das ordens agindo sob o manto do nome "Rosacruz". Há inúmeras ordens lá fora e algumas delas parecem concorrentes ou pelo menos compartilham semelhanças suficientes que será útil ajudar os leitores e novos buscadores a distinguir melhor entre essas excelentes fraternidades.

Então, chegou o momento de por esta ideia em ação e lançá-la como o anúncio de hoje.

**********

Fique atento a este blog para os comentários sobre as Ordens Rosacruzes

**********

...continuar lendo "Analisando as Ordens Rosacruzes"

ban_mystica_aeterna

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo “Is Gnosticism Rosicrucian?” realizada por Jeff Alves.

Um monte de pessoas que viajam ao longo do caminho dos mistérios ocidentais aprofundam-se no Gnosticismo, especialmente os estudantes do Martinismo e da Ordem Rosacruz, afinal ambos contêm os mistérios do Cristo e enfatizam a importância sobre Sophia como nosso Redentor feminino. Hoje você verá uma entrevista da gnóstica praticante Leslie Kaneel, cujos artigos e idéias eu realmente adoro, e assim eu vou apresentar brevemente alguns pensamentos a respeito de se o gnosticismo se encaixa ou não com os ensinamentos rosacruzes.

É isso mesmo, eu questionei isso ...

...continuar lendo "É o Rosacrucianismo Gnóstico?"

20

ban_mystica_aeterna

Coluna com traduções dos textos do blog do Sam Robinson. Esta é uma tradução do artigo "Scoring System Reviews Rosicrucian Orders" realizada por Lucas Moraes.

Este post fornece o que eu chamo de 'Pilares da Tradição Rosacruz', que representam as marcas de nossa tradição mística, oferecendo-nos qualidades referenciais que podemos usar para DEFINIR a corrente Rosacruz.

Uma coisa importante mencionar aqui é que esses pilares não são como marcas na pedra, mas constituem conceitos que estão em curso em evolução, em constante desenvolvimento, e serão expandidos aqui à medida que mais informações forem se desenrolando neste blog.

Mas em primeiro lugar, por que tentar definir a tradição Rosacruz?

Eu acredito que diversas ordens que clamam hoje serem "Rosacruzes" estão muito longe de incorporarem a verdadeira beleza que é esta tradição. Além disso, algumas ordens parecem ter se desviado com relação a determinados elementos. Esta série de posts poderá ajudar os buscadores rosacruzes a se realinharem à nossa rica herança.

Dracula-Older-Better

...continuar lendo "Sistema de Pontuação para as Avaliações das Ordens Rosacruzes"