10 Razões pelas quais o Ocultismo Popular está morrendo

Tradução livre do texto "Ten Reasons Why Public Occultism is Dying", de autoria de Nick Farrell, publicado originalmente em 24 de setembro de 2015 em seu site pessoal.

Os textos do Ocultismo Popular estão na parede. Seus dias de glória estão em excesso e até mesmo aqueles que estão tentando manter as luzes acesas estão encontrando dificuldades para pagar a conta de energia. 

Eu tenho estado quieto ultimamente porque eu tenho tido algumas descobertas que me forneceram todas as respostas que eu necessitei fazer o trabalho mágico e o porquê não fiz. Isso é muito grande, mas ao contrário das outras revelações que eu tendo a compartilhar com a comunidade ocultista mais ampla, eu não tenho muito impulso para compartilhar qualquer coisa fora da minha própria ordem mágica. É o tipo de coisa que eu vou insinuar se escrever meus livros, mas eu realmente não sinto vontade de fazer isso no momento.

A razão é que, assim como muitas pessoas que seguiram o ocultismo durante o último século, eu tenho trabalhado fora dos dias de ocultismo popular de grande escala.  O "material real" pode continuar, mas vai ser ainda mais exclusivo do que tem sido. A grande experiência no ocultismo semi-público iniciado pela Golden Dawn foi um fracasso. A ideia de que se colocarmos informações lá fora a humanidade trabalhará nela e ver como ela se desenvolve é uma falácia. Acontece que a magia que é tão livremente disponível, não é a coisa real em tudo. Tudo que um livro ou uma página da web pode apresentar é um fato ou uma opinião - uma sombra na parede. Não nos faz os cantores das palavras tecidas que possuem seu próprio livro de culinária tornando-nos um grande cozinheiro chefe.

Claro, algumas ideias e técnicas de ocultismo podem ser encontradas na internet ou em livros, mas o conhecimento é espalhado, como peças de um quebra-cabeça. É preciso anos de pesquisa e dedicação para reuni-los e mesmo com a ajuda de um bom professor ou uma ordem oculta devemos montá-lo com os olhos vendados e usando luvas de forno.

Historicamente, o ocultismo apareceu e depois desapareceu e o breve florescimento que ocorreu no século XX está desaparecendo. Eu acho que terá ido em duas gerações. O material pode estar lá, mas poucos estarão interessados, eles serão seguidores de quaisquer movimentos religiosos que surjam nos próximos 20 anos.

Não é que o ocultismo é inútil ou não tenha nada a dizer, ele simplesmente não pode ser popular o suficiente para permanecer na vanguarda da moda popular. É demasiado intelectual para ser popular, é muito prático para ser um exercício intelectual. A queda do ocultismo será exatamente como no século V, quando o paganismo filosófico, as escolas de mistério e os teurgos foram substituídos por um cristianismo melhor organizado e mais simples.

Cassandra volta da estátua de Minerva - o preço para dizer que o ocultismo está morrendo durante um Mercúrio retrógrado.

No espírito de simplificar e disponibilizar estas ideias, fiz uma lista de dez razões porque isto está assim. Elas não estão em uma ordem qualquer:

DEZ RAZÕES PELAS QUAIS O OCULTISMO POPULAR ESTÁ MORRENDO

1. A contaminação do ocultismo por baboseiras de sistemas "New Age", fantasia e fraude. Ocultismo e Magia não pode ser resumido a sete leis básicas ou princípios ou mesmo simplificado. Novo Pensamento, O Segredo, PNL, Magia do Caos, New Age, todos eles tem dado uma impressão completamente falsa do que a magia é. No entanto, ao invés de resistir a isto, os vários movimentos ocultos adotaram alguns ou todos estes princípios. Ideias orientais, como karma, foram reembaladas e colocadas dentro ocultismo ocidental para se adaptarem ao pensamento New Age. Este emburrecimento do ocultismo tornou-o aceitável para turistas espirituais. Eles fornecem uma linguagem comum entre muitos diferentes grupos ocultistas de pouca profundidade os quais apenas se exibem ao invés de ter um trabalho sério.

2. Contaminação pelo Intelecto. Isso pode parecer uma contradição ao argumento acima sobre o emburrecimento, mas, na verdade, faz parte da polaridade que estamos vendo dentro de ocultismo, que está matando-o. Por um lado, temos a abordagem New Age e por outro temos aqueles que tomam ensino e intelectualiza-o. Alguns estão orgulhosos de serem ocultistas de poltrona que sentam, leem e pontificam sem realmente fazer nada. Intelecto, não obstante, é extremamente lógico e se você começar com uma ideia é possível que ela o leve a um ponto do absurdo. Em vez de praticar para tocar a borda da Coisa Única, você acaba discutindo sobre a pronúncia cabalística correta de YHVH. Dentro da tradição da Golden Dawn, esta é uma questão importante.

3. Contaminação pela Psicologia. Psicologia coincidiu com a ascensão do ocultismo no Século XX e ambos, ocultistas e psicólogos, emprestaram as suas ideias uns aos outros. No entanto, na década de 1960, a psicologia começou a afirmar que a magia (e ideias religiosas) estava toda na mente. Para fazer este trabalho, psicólogos descartaram partes importantes do sistema mágico como sendo "extensões do inconsciente do mago". Isto foi uma pena, pois a psicologia era uma ferramenta útil para eliminar as experiências objetivas das subjetivas. Agora, no outro extremo, declara tudo como sendo subjetivo. A psicologia como uma disciplina acadêmica requer nenhuma habilidade oculta ou compreensão do ocultismo. Pessoalmente, eu gostaria que um "expert" em PNL tentasse explicar a um verdadeiro Daemon que ele é uma extensão do seu inconsciente enquanto ele estrangula-o com seus próprios intestinos.

4. Contaminação pelo fundamentalismo. O século XX foi prejudicado por um aumento no fundamentalismo - um movimento que purifica a tradição religiosa em uma interpretação literal dos ensinamentos escritos. No ocultismo não tem sido diferente e vemos as pessoas à procura de segurança em ensinamentos ocultos escritos. Como no movimento fundamentalista religioso, os fundamentalistas ocultistas são seletivos sobre o que eles escolhem para ser literal. O objetivo é congelar um movimento dentro de um percebida Golden Dawn (trocadilho intencional), muitas vezes interpretando o material com anacronismos, mas sempre tomando os escritos de uma forma literal.

5. Contaminação dos sistemas de treinamento por líderes não-ocultistas. O final do século XX viu a ascensão de quem via o ocultismo como forma de ganhar dinheiro ou ficar com alguém. Poucos conseguiram isto, mas eles conseguiram criar grupos com treinamento pobre e estudantes inúteis. Ao fazê-lo, eles danificaram a confiança em Ordens/Sistemas e grupos de treinamentos. Os alunos assumem que porque essas pessoas existem TODAS as ordens e todos os professores devem ser golpistas corruptos.

6. A falha dos estudantes modernos em estudar e dar prioridade ao trabalho. Os estudantes modernos de ocultismo são como Google, eles recolhem um monte de fatos, ensinamentos e (às vezes) de grupos. O ocultismo exige uma prática diária regular. Demora um tempo para desenvolver isso como um hábito (o eu inferior se moverá céus e terra para impedir que isso aconteça) e ainda, ao mesmo tempo, os alunos não fazem dessa prática uma prioridade. Há sempre algo mais importante a fazer. Os alunos não vão mesmo participar de uma boa ordem oculta exige muito deles porque eles precisam comprar um novo aplicativo. Mesmo a ideia de comprar um livro está escorregando. As vendas de livros de ocultismo caiu de dezenas de milhares (que sempre foi pequeno para o resto do mundo editorial) a centenas.

7. Falha de apoio financeiro a professores, escritores ou ordens. Ao longo do século XX, as ordens eram apoiadas por seus membros. A Golden Dawn, Inner Light, BOTA, White Eagle, Teosofia, SOL, AMORC, etc todas recebiam ricos donativos de seus membros e sobreviviam. Seus professores podiam escrever e ensinar. Isso parou na década de 1970 e os professores começaram a escrever e fazer workshops. Agora isto secou. Os professores têm uma escolha: ou eles mudam sua mensagem até que eles estejam apenas ensinando os idiotas da Nova Era ou "satanizam" a mensagem e então eles estarão falando com idiotas góticos que querem assustar seus pais. Normalmente, os professores nunca ensinam a ninguém. Ordens encontram dificuldade para arrecadar dinheiro suficiente para velas e estão se encontrando em casas de pessoas. Aqueles que podem cumprir uma conta de aluguel normalmente têm grandes números que pagam uma pequena quantidade. A maioria deles confiam no dinheiro e no trabalho dos líderes. Mesmo a ideia de comprar um livro do professor é considerada uma estranheza. O número de pessoas que contactaram-me à procura de um pdf gratuito dos meus títulos é uma legião. O que eu acho é que as pessoas que fazem isso nunca realmente leriam o livro de qualquer maneira - estão apenas armazenado no tablet e fornecendo informações úteis para ninguém.

8. O colapso das Ordens e do Sistema de Ensino. Ordens e Professores costumavam ter um equilíbrio. Eles forneciam informações, realizavam magia que ajudava no desenvolvimento pessoal e forçavam o passado de um estudante. Pelas razões acima se tornou difícil como os alunos não respeitam mais as suas ordens ou professores (ou não mesmo confiantemente assistem às reuniões). Um grupo colapsa se o líder sai. Ordens que sobrevivem têm tanto medo de perder membros que permanecem no caminho do mau comportamento de seus estudantes e como resultado o sistema da ordem trava e perde eficácia. Por medo de serem vistos como autocráticos, os professores se deixam intimidar por seus alunos ignorantes. Agora é possível que um professor seja cortado por se atrever a apontar que a crença acalentada da Nova Era de um aluno está errada. Foi-me dito on-line que é melhor para uma pessoa permitir distribuir suas ideias ignorantes do que eu desafiá-las.

9. A Internet deixou o ocultismo acessível demais. Se você quiser informações de uma "personalidade" oculta você pode encontrá-la e enviar um e-mail para ela. Na maioria das vezes elas são pessoas boas que respondem. No entanto, isso tem dado aos alunos o conceito de que eles são importantes e que a informação de uma fonte de valor está apenas a um SMS mal formulado de distância. Algumas das perguntas que recebo podem ser encontradas no Google ou mesmo pesquisando neste blog. Perguntar-me sobre o o ritual menor de "banimento" do pentagrama, por exemplo, é um desperdício do meu tempo. Apesar do que você pode ler on-line tem uma coisa como uma pergunta estúpida e no ocultismo a formulação da questão "correta" é realmente importante. Por exemplo, se você tivesse a chance de conversar com Mathers ou Westcott você não iria perguntar-lhes sobre o Pilar do Meio (para início de conversa, eles não poderiam conhecer o que foi inventado após seu tempo).

10. A qualidade da informação oculta está ficando pior. É raro eu comprar um livro de ocultismo nos dias de hoje. A maioria da informação é idiota, estúpida, nova versão do material mais velho ou invencionice. Para cada Jake Stratton-Kent há mil Necronomicons, para cada livro de Cicero há toneladas de pastiches de GD, para cada Aaron Lietch existem bibliotecas de Dark Fluff. Em vez disso, tenho lido sobre técnicas e métodos mágicos históricos atuais. Parte disso tem sido artigos acadêmicos e intelectuais pesados, mas é a partir deles que eu encontrei as respostas do que eu estava procurando.

Todas essas coisas criaram um declive onde as vozes dos estúpidos têm o poder de chutar para baixo aqueles que sabem o que estão falando. Um universo onde as boas ordens ocultas são destruídas porque não são apoiadas por seus alunos cada vez mais preguiçosos e mimados.

O resultado é que as boas ordens e as escolas são menores e incrivelmente mais seletivas. Elas estão se recusando a permitir aceleração ou graus fakes para permitir uma rápida expansão. Elas estão pesquisando e mantendo as informações ocultas que produzem para si mesmas. Talvez elas estão escrevendo o livro estranho interessante para chegar no tipo certo de pessoas. Elas vão fazer os alunos saltar através de aros para mostrar seu compromisso antes de iniciá-los.

Como resultado, a informação pública sobre o ocultismo real desaparecerá lentamente. Inicialmente, haverá um aumento daqueles sem experiência no ocultismo que preencherão a lacuna até que eles não conseguem satisfazer as expectativas de alunos ainda mais arrogantes. Então a coisa inteira desvanecer-se-á, com o ocultismo indo para as sombras outra vez. Foi um grande momento nos anos 80 e 90 e tive a sorte de ter bons professores e grandes experiências esotéricas. Nós não veremos isto de novo em nosso vida.

Um comentário sobre “10 Razões pelas quais o Ocultismo Popular está morrendo

  1. Acauã Silva

    Apesar de não considerar o ocultismo como algo popular (a não ser que ele esteja comparando com o Medievo, na qual os ocultistas eram sempre pessoas da aristocracia), seguindo essa premissa, o autor se contradiz logo no primeiro argumento.
    "A contaminação do ocultismo por baboseiras 'new age'", que forneceram uma "linguagem comum" e de pouca profundidade. Mas não é popular?! Como não pode ter uma linguagem popular?! Creio que seria mais correto dizer, apropriação e o uso incorreto dessa linguagem. Ou seja, o ocultismo não é popular e não será contaminado, pois seria ai não seria mais ocultismo. Ele fala da sorte de ter tido grandes professores nos anos 80, mas não seria justamente fruto do movimento new age isso?!
    O segundo de contaminação pelo intelecto, acho que o mais correto seria dizer, a exacerbação do aprendizado intelectual em detrimento da prática. Pois dizer que há um lado racional demais no ocultismo também é contradizer o ocultismo como uma ciência do espírito e que sem o conteúdo intelectual não seria ocultismo. Veja o próprio movimento Rosa-cruz e seus manifestos.
    A contaminação fundamentalista parece ser justamente uma contra-ação aos outros movimentos acima listados, ação e reação. O que o autor parece querer alcançar nesse quesito não é um ocultismo estanque, nem um ocultismo muito permissivo.
    O quesito 5 na verdade é falta de um Mestre de Sabedoria ou Magister Templi de verdade, no máximo temos instrutores que não alcançam o conhecimento dos mundos superiores. Realmente faz falta.
    No quesito 6 se relaciona muito com o quesito 2, uma falta de prática.
    No quesito 7, já pensei parecido como o autor, mas vejo justamente o exemplo que a maçonaria trás nesse quesito.
    Eu reconheço esse problema número 8 na loja que faço parte, é muito difícil mesmo. Mas ai caímos sobre o quanto será popular o ocultismo. A questão é, o ocultismo não é para todos.
    No final, ele mesmo dá a resposta sobre o problema, grupos menores e seletivos. Mas ai a premissa de que há um ocultismo popular é besteira. Acho que ele confunde cultura ocultista ou esotérica, com o ocultismo.

    Responder

Deixe uma resposta